domingo, 6 de agosto de 2017

"Os achados físicos são a melhor evidência, dai a importância que os registos apresentam. As lesões genitais também podem ocorrer numa relação sexual consensual e neste caso não são indicadores de abuso sexual. No hímen os achados podem ser variados e podem levar a uma conclusão da seguinte forma:
- perante um homem íntegro não elástico pode-se concluir que não houve desfloração embora também deve agregar-se que os sinais negativos ao exame não descartam manobras sexuais.
- perante um homem íntegro elástico pode-se concluir que pode permitir a penetração sem trauma, da mesma forma que achados negativos não permitem descartar manobras sexuais.
- perante um himen não íntegro com uma rotura recente pode-se concluir que se trata de uma desfloração ou rotura recente.
- perante um himen não íntegro com rotura antiga pode-se concluir que se trata de um himen com rotura antiga e que os achados não permitem descartar manobras sexuais.
- perante um himen não íntegro reduzido a carunculos mirtiformes pode-se concluir que é um achado consistente com um parto prévio por via vaginal. 

quarta-feira, 5 de julho de 2017

Artigo publicado na revista nursing


quinta-feira, 16 de março de 2017

A mãe da enfermagem forense chama-se Virginia Lynch, não adianta determinadas pessoas que não fazem parte da história da enfermagem forense, querer alterar esse facto. Ponto final 

sexta-feira, 10 de março de 2017

Oscar Wilde disse um dia "A ambição é o último recurso do fracassado", estava tão certo.... falta apenas dizer que para terem fama e poder vale tudo... a enfermagem forense não merece isto.... 

quarta-feira, 22 de fevereiro de 2017

Desenhos de crianças abusadas sexualmente



sábado, 18 de fevereiro de 2017

Reflexões

Cada vez mais a enfermagem forense tem visibilidade na nossa sociedade, o que é bom por um lado e menos bom por outro. O lado menos agradável é o fato de aparecerem pessoas que a todo o custo querem ter fama e poder, e usam os outros e a Enfermagem Forense para atingir esse objetivo. Estas pessoas são capazes de tudo, nem que para isso tenham que recorrer a estratégias maléficas. O que vale à enfermagem forense é que são apenas um número reduzido de pessoas que fazem parte deste infeliz grupo, porque na generalidade os enfermeiros são genuínos e abraçam a enfermagem forense por vocação. Não deixa de ser curioso que estes manipuladores nem sequer exercem enfermagem forense, mas como falam bonito convencem as mentes menos atentas para se juntarem à sua causa. Não foi isto que a Virginia Lynch idealizou quando criou a enfermagem forense, mas também ela assume que infelizmente existem este tipo de pessoas que vão denegrindo a enfermagem forense. O tempo irá Mostar quem é esta gente, mas até lá irão danificar a imagem da enfermagem forense, e dos enfermeiros. Seria muito importante que a Iafn toma-se conhecimento destes comportamentos, e que puni-se esta gente. Fica a mensagem se tiverem inteligência para compreender, se não tiverem, temos pena...